Tags

,


Mande o seu conto parabrunomamaro@hotmail.com com o titulo “Meu Conto” confidencialidade total

BEIJOS E ABRAÇOS.

HÁ COISAS BOAS DE SE FAZER, E SEMPRE UMA NOVA MANEIRA DE SE “DIVERTIR”.

Vota agora ou depois de ler o conto, mas vota. É SECRETO

Vota SEXO GRUPAL qual a sua opinião? escolha as várias opções e vota de uma vez

SE VOCE CHEGOU ATÉ AQUI, É POR QUE ESTÁ CONSCIENTE DO SEU ACTO

Autor: Narceja

Acordei apressada, já passava das sete.Tomei banho, me vesti, bebi um gole de café..

O interfone do prédio tocou :

– Sim..?

– O policial Silva está aqui, deseja falar com a senhora.Disse seu Carlos, o porteiro.

-Que Policial?o que ele quer??.Perguntei apressada.

-Não sei!

-Manda subir!Ordenei.

Impaciênte, fiquei imaginando o que ele poderia querer..Um policial me procurando a essa hora??

Abri a porta e assim que o vi entrar no corredor que seguia em direcão a minha porta o reconheci.

-Bom dia! Disse surpreendida.

-Bom dia senhora, posso entrar?

-O que aconteceu?O que houve, qual o motivo dessa visita? O enchi de perguntas.

Que eu saiba não tinha mais incomodado os vizinhos com meus gemidos há dias, o que poderia ser.Senti medo.

Ele foi entrando e eu o seguindo até a sala. Sentou-se no sofá:

-Tenho um assunto pra falar com a senhora, coisa séria.Mas fique calma.

-Fale!Disse curiosa.

Ele ali sentado olhou nos meus olhos e disse:

-Bem, vou ser breve e sem rodeio!Naquela noite, chegamos um pouco mais cedo e ficamos esperando vocês terminarem a transa.Eu e meu colega assim que ouvimos os seus gritos constatamos logo que era foda e das boas!!!E ficamos ouvindo e aguardando vocês acabarem. Resumindo,bati muitas punhetas desde esse dia em diante.E entrei aqui pra saber se a senhora quer transar comigo.Se não quiser eu saio agora mesmo. Mas estava passando hoje pelo seu prédio e resolvi arriscar e dizer que senti um tesão animal ao ouvir seus gritos.Desabafou enquanto me olhava nos olhos .

Chocada e atordoada com essa surpresa inesperada.O Observei atentamente .

Havia nele um desafio que se resumia em “ Vim pra te comer”.Observei seus tracos rudes e o vi ali como um exemplar raro do sexo masculino.

Moreno alto,a barba bem feita, uma voz rouca e um sotaque que desconhecia,deveria ser nordestino não sabia. Mas aquele homem ali sentando no meu sofá de pernas abertas, como a maioria dos homens costuma sentar-se, aquele moreno alto despertou no mesmo segundo que terminou sua frase meu instinto de fêmea.Tentei negá-lo:

-Não sei o que dizer..Mas admiro sua coragem de vir até aqui e me dizer isso.Eu estava fascinada com a coragem daquele desconhecido.

-Ninguém vai saber nunca e jamais, e se rolar, eu prometo nunca mais aparecer na sua vida! Disse com firmeza no olhar.

Confesso que nao resistir a aventura que ele me propunha e olhei pra o volume entre as calcas. Foi inevitável nao olhar devido ao cheiro de macho que já tomava o ambiente.

Parecia grande e veio junto com uma barriguinha saliente, coisa que adoro nos machos.Ele tinha cara de homem casado, desses que saem aos domingos pra jogar futebol e beber cerveja. Era macho! E eu já estava melada com aquele desabafo todo. Sempre sei se estou pronta pra foda quando minha buceta dá sinal de vida e ela deu.

Fui fechar a porta e ele veio ao meu encontro, me pegou por trás enquando virava a chave na fechadura.

-Delícia de mulher,quero sentir você gemendo na minha rola também, Susurrou enquanto beijava meu pescoco e passava as mãoes envolta do meu corpo, me bulinando .

Senti aquele bafo quente de homem excitado e suas mãos me tocando, passando por entre meu sutian e apertando meus seios enquanto sua outra mão abria minha calca e entrava dentro da minha calcinha.Gemi baixinho.

-Sabia que você iria ceder, conheci logo pelos gemidos de cadela!

-AHH, me xinga, me faz mulher. Não resistir mais e me entreguei ao desconhecido.

-Gosta de ser xingada é? PUTA!! SAFAD!! Hoje vai chorar no meu cacete!

Me senti frágil e delicada ali nas mãos daquele homem bruto. Eu sabia que era fantasia dele, loucura, coisas que se dizem no teatro do sexo.E sexo não é outra coisa a não ser teatro e eu era a atriz principal.

-Me pega pra você. Me entreguei.

O bruto me pegou e mostrando que era forte, me carregou nos bracos procurando a direcão do quarto. Adorei sua atitude ,ele me ganhou com ela.Ali, sendo carregada por seus bracos me senti tão indefesa e delicada..Pronta pra o abate. Me melei toda.

-Ahhh Me come!

-Não! Quem manda aqui sou eu!

Me colocou na cama e puxou minha calca pelas pernas tirando-a delicadamente enquanto eu tirava a blusa e o sutian, já me dando e sem me importar mais em chegar atrasada ao trabalho.Que se foda!!Vou gozar!Pensei.

Assim que tirou minha calca se alojou por entre minhas pernas e senti sua cabeca por entre minhas pernas chegando na xaninha …AHH….ele iria me chupar. Que chupe!

Mordeu com os dentes as minhas coxas, mordidinhas ágeis e vorazes. Estremeci toda e abri mais as pernas, oferecendo minha xota aberta pra ele…HUMM senti sua boca passear pela minha vagina exposta ainda vestida com a calcinha.AHH que homem!!Gemi.

-HUMMM como cheira a sexo essa PUTA!

Tentou tirar a calcinha com os dentes .Senti as mordidinhas medrosas com medo de me machucar ao tentar puxar o pano da calcinha com os dentes.

-Você vai gozar como uma puta de rua hoje, vai gemer muito!!Cadela fudedeira!

E tirou minha calcinha com as mãos me fazendo delirar de vontade de piroca e saco.

Não tem coisa melhor que ficar nua na frente de um homem.Exposta pra sentir ferro e ser abusada.

-Mete,mete!Pedia sem vergonha.

-VACA! Quem manda aqui sou eu, só vai sentir meu FERRO na hora que eu quiser! Mas não se preocupe que a senhora hoje vai levar uma SURRA DE CARALHO que nunca mais vai esquecer.E ao dizer essas palavras abriu minhas pernas quase rasgando-as e meteu a língua por entre os grandes lábios da minha buceta cheirando a sexo.

-AHHH gemi tentanto me controlar .

Foi quando ele enfiou a língua com tudo na minha vagina. Enfiava a pontinha da língua no meu buraco enquanto eu senti o corpo de sua língua encostar no meu clitóris. Estremeci de prazer e abrir as pernas sem pudor nesse teatro de sexo que tanto me fascina. Fiquei lá, deitada e de pernas pra o ar ,e tendo um policial fardado por entre minhas pernas me chupando e cheirando.

Imaginei meu cú exposto pra ele, louco pra ser explorado.

-Está gostando heim PUTA!? Disse com um risinho sacana nos lábios.

-Me diz se você gosta de ser putinha, fala, fala ,que te chupo mais.

-Gosto!Me come!!Implorei. Meu piu piu(apelido carinhoso de infância que dei a minha xota arrombada) quer rola dura.

Ele enlouqueceu com meu despudor na cama.

-Cadela ,VADIA da Buceta ARROMBADA! Hoje vou te usar só pra gozar,mulher safada igual a você só sendo puta de esquina. Não pensei que fosse tão CADELA!!!

E enfiou a língua com forca me chupando, brincando com os dentes no meu clitóris ,meu grelinho rigido e o puxando com os dentes fazendo movimentos circulares com a língua me enlouquecendo.

Não aguentei e disse que iria gozar mas que queria gozar com a rola de um estranho na buceta.

-GOZA PUTA! Estou mandando! AGORA!GOZA CADELA! Vai gozar como eu mandar e quiser!

Não resistir mais tempo, arreganhei as pernas e gozei…AHHH soltei meu melzinho buceta afora…Como é bom gozar de pernas arreganhadas pra cima, abertas, expostas…Gozei estremecendo o corpo todo e gemendo do jeito que eu gosto..melhor mesmo, só gozando levando tapas na bunda, coisa que adoro.

Gozei gostoso na língua do policial e deitei as pernas em seus ombros, cansada…Ele continuou entre minhas pernas e abriu minha xota com os dedos.

-Se tiver mentindo que gozou, apanha. Eu sei quando a Cadela mente!

E abriu minha intimidade enfiando o dedo na minha buceta, verificando o melzinho que saia dela..Sim, acreditem , não simulo orgasmo, eu estava toda melada.

-HUMMM gozou mesmo!!!Assim que eu gosto! Gozando feito puta.

AH como é gosto gozar na boca de um homem!

-Vem cá ,vem.O chamei com os bracos querendo carinho.Adoro carinho depois do sexo despudorado..

-Espera.!! Ele levantou-se e saiu do quarto, senti nesse momento um pouco de medo, e levantei assutada.Me enrolei no lencol da cama e levantei mas ele já tinha aparecido a porta sorrindo.

-Volta pra cama, seu local de trabalho ,que fui chamar reforco. Disse rindo.

-COMO? Indaguei alarmada.

-Meu colega está subindo, ele ficou esperando no carro , acabei de ligar pra ele…Você é muito putinha, vamos te comer gostoso, mas não tenha medo, tudo com muito carinho.

-Não!!Saia já daqui!Gritei enfurecida.

Ele se dirigiu em minha direcão.Desafiando meu olhar amedrontado , me agarrou e me beijou profundamente. Um beijo romantico e terno. Senti sua língua e meu gosto e logo ao final do beijo uma mordinha no lábio com a frase: “Puta safada!”

-Se acalma, vai ser legal e ninguém vai saber…Depois sumiremos da sua vida.

Me beijou de novo e não tentei mais reagir, me deixei seduzir..Fêmea frágil, pronta pra o abate de dois machos. Era meu papel nessa peca de teatro chamada VIDA. Satisfazer os desejos dos machos ,ativar o testosterona e conseguir meu alimento…O leite quente!

Enquanto me acalmava com seu abraco e carinho de macho interessado apenas em comer buceta,dirigir minha mão pra seu pau…Senti as formas de sua calca, tateando com a mão, sentindo o cinto, o zíper da calca, a arma impunhada no seu cinto ..Ah…ele iria me comer…Me acalmei em seu abraco e abri sua calca e com minha mão, entrei com minha maozinha branquinha lá dentro da cueca e senti a rola dura ,molhada e suada…quente.

FERRO quente que iria me comer.

Ding Dong..Era seu colega chegando.Ele me deixou lá no quarto e foi abrir a porta.

Senti medo, ali sozinha naquele quarto com dois homens estranhos, me senti desprotegida e exposta mas ao mesmo tempo com muito tesão…Nínguem iria saber mesmo,seria meu segredo.Pensava.

Provaria sim daquelas duas rolas..A vida era apenas uma pra viver de fantasias e eu precisava do real,precisava desafiar meu pudor.Que se fodesse tudo,eu nasci pra gozar e servi a essa raca masculina de rola e saco que tanto me encanta.Duas rolas,dois sacos…pesados e cheirosos…Continua….

Vote nas suas Fantasias Sexuais e pode escolher em varias de uma so vez e votando varias vezes, clique

Mande o seu conto para brunomamaro@hotmail.com com o titulo “Meu Conto” confidencialidade total