Etiquetas

,


O estilista dinamarquês Henrik Vibskov fechou o segundo dia da Semana de Moda Masculina de Paris colocando uma grande língua inflada sobre a passarela Foto: Daniela Fetzner

O estilista dinamarquês Henrik Vibskov fechou o segundo dia da Semana de Moda Masculina de Paris colocando uma grande língua inflada sobre a passarela Foto: Daniela Fetzner

O estilista dinamarquês Henrik Vibskov fechou o segundo dia da Semana de Moda Masculina de Paris colocando uma grande língua inflada sobre a passarela. Ao redor dela, desfilaram apenas modelos negros, mostrando a coleção batizada de “A língua transparente”. Com muito rosa, preto e branco, a coleção para o verão 2013 deu destaque para as bolinhas – em estampas, recortes a laser ou aplicações em alto relevo. Mesmo fazendo parte da semana de moda masculina, o desfile contou com algumas modelos apresentando looks femininos.

A decisão de apresentar apenas modelos negros na passarela, segundo Vibskov, foi puramente estética. “Não foi uma atitude política”, disse o estilista em entrevista ao Terra. “Branco, negro, não é essa a questão. Achei apenas que a pele negra destacaria muito mais as roupas e os elásticos brancos que usamos”.

Interessado em mostrar “gente de verdade”, Vibskov disse ainda que a maioria dos modelos que participou do desfile não tinha experiência no mundo da moda, e muitos deles foram escolhidos nas ruas de Paris por sua equipe.

O SEU COMENTÁRIO É IMPORTANTE. COMENTE AQUI NO BLOG

EM ANÓNIMO OU NÃO