Tags

, , , ,


Por PAULO JORGE SANTOS

Foi claramente melhor o resultado que a exibição do Real Madrid na receção ao Celta, jogo da 18.ª jornada da I Liga. Depois do emocionante minuto de silêncio em memória de Eusébio DA Silva Ferreira, a bola começou a rolar no Estádio Santiago Bernabéu e nos primeiros 45 minutos raramente foi bem tratada pelos jogadores merengues, claramente pouco inspirados e muito lentos. Agradeceu, pois, o Celta, que revelou excelente organização defensiva e tentou sair com perigo, o que aconteceu logo aos seis minutos, quando Charles, isolado, atirou ao lado da baliza de Diego López.

Na segunda parte esperava-se uma reacção dos visitados, mas o jogo manteve a mesma toada, com o Celta seguro na defesa e o Real Madrid muito previsível no ataque. E foi mesmo o conjunto galego a criar a melhor oportunidade, novamente por Charles, que frente a Diego López rematou ao lado.

Não marcou o Celta, adiantou-se o Real Madrid aos 67 minutos, por Benzema, após assistência de Jesé. Estava feito o mais difícil, até porque depois apareceu Ronaldo, até então escondido do jogo. Aos 82 minutos o português fez o 2-0 a passe de Carvajal e aos 90+3 fechou o marcador, naquele que foi o golo 400 de CR7 na carreira.

Com este resultado o Real Madrid manteve os cinco pontos de atraso em relação aos líderes Barcelona e Atl. Madrid, equipas que no próximo fim de semana medem forças no Vicente Calderón, em Madrid.

 

Clica aqui Últimas Notícias