Tags

, , , , , ,


Por Redação

O Selecionador Nacional, Paulo Bento, considera que foi feita justiça com a Bola de Ouro conquistada por Cristiano Ronaldo, considerando ainda natural a emoção que o internacional português não foi capaz de conter, por ser uma pessoa genuína.

«É uma grande satisfação, porque no fundo acho que se fez justiça àquilo que foi o rendimento num ano extraordinário de um jogador extraordinário, com um talento tremendo e um grau de profissionalismo extremamente elevado e só assim é possível ganhar um prémio destes», disse Paulo Bento, mostrando-se orgulhoso com o feito alcançado pelo capitão da Seleção:

– Tem um talento extraordinário, que prova nos momentos das grandes decisões. É o primeiro jogador português a ganhá-lo duas vezes e por isso estou extremamente satisfeito enquanto Selecionador Nacional e enquanto português e extremamente orgulhoso por Portugal ter ter um jogador desta dimensão.

«As emoções muitas vezes não se conseguem controlar, o Ronaldo é uma pessoas genuína e as pessoas genuínas têm tendência a emocionar-se mais, parece-me natural. Podia haver ansiedade num ou outro momento e acabou por ser um momento extremamente agradável e bonito quando esteve com o filho no palco, o que trouxe uma emoção que foi estendida à generalidade dos portugueses, para não dizer à totalidade», referiu Paulo Bento sobre o discurso emocionado do capitão português.

Na votação para a Bola de Ouro, selecionador deu pontuação máxima (5) a Cristiano Ronaldo, atribuindo 3 e 1 pontos a Falcao (Mónaco) e Robben (Bayern), respetivamente.

 

Clica aqui Últimas Notícias