Tags

, , ,


Bruno Space Painel de Debates
Fashion Weekend Plus Size tem sessão de fotos inspirada na alfaiataria masculina

<

A nona edição da Fashion Weekend Plus Size (FWPS) apresenta os lançamentos para o Inverno 2014 em fevereiro
Foto: Divulgação

A nona edição da Fashion Weekend Plus Size (FWPS) apresenta os lançamentos para o Inverno 2014 no dia 23 de fevereiro, no Auditório Elis Regina, São Paulo. O ensaio fotográfico de divulgação do evento foi inspirado na alfaiataria masculina.

A cada edição do FWPS, a diretora do evento, Renata Poskus Vaz,
utiliza um critério diferente para escolher as modelos que participam da foto conceito para a divulgação. Desta vez, as fotografadas são mulheres que atuam em outras profissões, mas que sempre se organizam para poder desfilar e fazer outros trabalhos como modelo plus size. Confira detalhes das cinco participantes:

Beatriz Yumi: com 24 anos de idade e manequim 46, a consultora de finanças paulistana participou da última edição do FWPS, no desfile da marca de acessórios Korukru. “O que me inspira a buscar trabalhos como modelo é, além do orgulho da minha família e amigos, mostrar que beleza não tem tamanho e que não são só roupas largas que caem bem em mulherões”, disse.

Foi o que ocorreu com aquela que influenciou, direta ou indiretamente, todas elas: a rainha do pop, Madonna. Em 1990, o vídeo de Justify My Love foi banido de ser mostrado nos EUA devido às diversas cenas polêmicas, incluindo nudez, sadomasoquismo e homossexualidade. Com o lançamento de mais um clipe controverso – Dirty Love, de Ke$ha -, o Terra relembra 15 trabalhos de cantoras internacionais que ultrapassaram as barreiras da sensualidade que delas era esperada.

 

Fabíola Romão: a paulistana de 29 anos veste manequim 46/48, é consultora de vendas e, além de já ter desfilado em três edições do FWPS, foi a primeira musa plus size do Carnaval de São Paulo, em 2012. Já fotografou para catálogo, subiu na passarela para a marca de lingerie DuLoren e participou de um desfile de noiva. “O que me inspira a ser modelo plus size é ser mulherão! Ter autoestima, ser feliz, sou uma mulher que se aceita e gosto de mostrar por meio do meu sorriso e da minha expressão corporal o quanto estou satisfeita com a pessoa que me tornei e que muitas possibilidades surgiram por eu ser gordinha e que não teriam surgido se não fosse o meu biótipo”.

 

 

 

Joice Baricalla: a fotógrafa catarinense tem 33 anos e veste manequim
46/48. Ela participou da última edição do FWPS e já trabalhou em algumas campanhas publicitárias e catálogos. Em outubro de 2013, foi eleita Miss Santa Catarina Plus Size 2014. Decidiu ser modelo plus size quando conheceu a história da brasileira Fluvia Lacerda, que foi descoberta em um ônibus em Nova York, Estados Unidos, e hoje é uma das principais do mundo. “Conhecer a história de Fluvia foi um incentivo, pois ela se aceita linda como ela é, independente de seu peso. E, se pararmos para analisar e deixarmos de nos influenciar pelo que a sociedade pensa a nosso respeito, seremos livres de preconceitos e mais felizes.”

 

 

 

Maria Cecília Baumegger: a paulistana de 26 anos é estudante de canto
erudito e fez seu primeiro trabalho como modelo plus size em 2008
para aumentar a autoestima. Em 2013,  pessoas da área de moda insistiram para que ela
tentasse a carreira. Na época, estava sendo realizado o casting para o
FWPS e ela imaginou que seria uma ótima maneira de começar. “Sempre gostei de moda e, com certeza, se não fosse tão apaixonada por música, por ópera, seguiria alguma carreira ligada à moda”, contou. “Aos 13 anos, tive minha primeira crise de depressão, depois de várias crises fui diagnosticada com transtorno bipolar. Eu me senti muito sozinha e com ódio de mim mesma por ser assim e com os remédios engordei 30 kg. Hoje, vejo que é possível levar uma vida normal,  ter controle sobre o próprio corpo e sobre a mente. Sendo modelo, sei que posso inspirar muitas mulheres a verem o lado bom da vida.”

 

Veronica Romera: a psicóloga paulistana de 39 anos veste manequim 46 e atualmente trabalha como coordenadora de recrutamento e seleção de uma multinacional francesa. Já desfilou no FWPS e foi modelo de prova de uma marca plus size. “Minha inspiração é poder realizar alguns trabalhos, independente do número do meu manequim e também da minha idade, o mais interessante é poder mostrar a beleza de mulherões da vida real. Tenho quase 40 anos e posso mostrar minha beleza fora do padrão imposto pela sociedade e fazer com que as mulheres mais velhas também possam se reconhecer como participantes do mundo da moda, se sentirem bonitas”.

 

Terra

Saiba tudo sobre ANGOLA

Clica aqui Últimas Notícias