Tags

,


, de INFO Online

Wikimedia Commons

Rato-marsupial-australiano

Cientistas australianos descobriram três novas espécies de marsupiais roedores. As práticas reprodutivas desses animais ainda não são certas, mas tudo indica que a reprodução é suicida.

Pesquisadores descobriram em 2013 que algumas espécies de marsupiais – como antequinos, fascogales e kalutas – são capazes de acasalar até à morte, em uma espécie de reprodução suicida. Agora, os cientistas descobriram três novas espécies.

Entre as espécies está o antequino de cauda negra. Parecido com um rato, esse tipo de rato-marsupial-australiano foi encontrado no Parque Nacional Springbrook, em Queensland (Austrália). Segundo os cientistas, os machos morrem em grande número após acasalarem com o máximo de fêmeas possível em sessões sexuais que podem durar até 14 horas.

Um fator que explica esse processo é o comportamento das fêmeas, que têm sua época de reprodução no mesmo período do ano. Alguns desses animais se aventuram em maratonas sexuais na tentativa de garantir sua descendência.

Práticas sexuais suicidas são relativamente comuns entre os insetos. A fêmea de louva-deus, por exemplo, pode morder a cabeça do parceiro durante o sexo. Mas os marsupiais são considerados – até agora – os únicos mamíferos que praticam “maratonas de acasalamento” que podem ser fatais.

Clica aqui Últimas Notícias