Tags

, , , , ,


Bruno Space Painel de Debates

Por Redação

Foram encontrados pedaços de queijo datados de 1450-1615 antes de Cristo (ac) em múmias na China, avançou o jornal ´USA Today´.
Segundo a publicação norte-americana, os bocados de queijo chinês encontrados nos pescoços e peitos de múmias chinesas são «de longe, os mais antigos já descobertos».

Os investigadores referiram que a conservação do queijo e das múmias se deve, em parte, às condições climatéricas extraordinárias (ar seco do deserto e solo salgado) existentes noCemitério Small River, no noroeste da China.

«Nós não só identificámos o produto como o queijo mais antigo alguma vez conhecido, mas também temos evidência direta de tecnologia antiga usada para o conservar», afirmou o químico analítico no Instituto de Biologia Celular, Molecular e Genética Max Planck da Alemanha, Andrej Shevchenko, que fez ações de pesquisa nas múmias.

Ao analisar as proteínas e gorduras, a equipa liderada por Andrej Shevchenko determinou que se tratava definitivamente de queijo e não de manteiga ou leite, mas não conseguiu apurar por que motivo as pessoas na altura eram enterradas com pedaços de queijo nos seus corpos.

Saiba tudo sobre ANGOLA

Clica aqui Últimas Notícias