Tags

, , , , , ,


Samuel Eto`o (foto AP)

Por Redação

Samuel Eto’o, avançado camaronês do Chelsea, não guarda boas memórias da última época em que jogou no Barcelona, quando Pep Guardiola sucedeu a Frank Rijkaard no comando técnico.

«Guardiola não teve a coragem para falar na minha cara. Tive que lhe recordar que ele não foi um grande jogador», sublinhou o avançado de 33 anos em entrevista à BeIN Sport. «Disse-lhe: Eu sou o Samuel Eto’o, sou eu quem te vai fazer ganhar. Fiz muito pelo Barcelona. Guardiola teve a má sorte de eu ter marcado três golos nos 20 minutos em que me colocou dentro de campo contra o Chivas», recordou Eto’o, que estava na altura de saída dos catalães atrás de Deco e Ronaldinho, mas crê que essa exibição lhe serviu para continuar a vestir blaugrana até final daquela temporada.

«Não queria falar com Gaurdiola enquanto ele não se desculpasse. Falei dez vezes com ele e expliquei-lhe tudo. Pep queria-me dar lições de como atacar, quando ele foi médio. Disse-lhe: `Tu não és normal, pois não?` A verdade é que Pep nunca respeitou estas coisas no mundo do futebol», criticou.

Clica aqui Últimas Notícias