Tags

, , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Bruno Space Painel de Debates

A província da Huíla carece de sistemas de alerta para perigos de várias naturezas, sendo acuatelados quando possivel pelo INAMET (Instituto Nacional de Meteriologia) por meios já exiguos ou de forma impírica. Neste o momento os serviços de protecção civil e bombeiros, mostram-se preocupados com a instalação desses sistemas de alerta. O segundo Comandante para área de protecção civil, Daniel Gonçalves, mostrou-se receoso pelo aumento do nível das águas nos rios que passam pelos municípios da Jamba, Matala e Lubango que na sua opinião podem perigar a vida dos cidadãos, caso não sejam colocados os sistemas de alerta

Citação:

No município do Lubango temos dois rios principais que rasgam a cidade, estamos a falar do rio Caculuvali e do rio Mucufi . Como é do conhecimento, esses rios, são rios que passam por zonas onde existem bairros com elevado número de habitantes, então estes nos preocupam.

Conforme nós dizemos, os sistemas que nós usamos não são aqueles que vão de encontro aos padrões modernos exigidos. Também estamos aqui a falar do município da Matala, nós temos o rio Cunene, e o rio Cunene também passa em zonas habitacionais, estamos a falar no bairro 11 de Novembro, estamos a falar do bairro Camúcua e estamos a falar da comuna de Capelongo, também há um grande perigo, estamos também a falar do município da Jamba, é outra preocupação, sabemos que o município da Jamba é composto por vários rios, destacamos aqui o rio Coluí e o rio Kwanja, então são rios que nos preocupam e temos registados várias situações, mortes, temos verificado a destruições de residência nos bairros que estão a margem do rio.

O perigo é visível para todos nós, isto implica dizer que, quando nós estamos a ver algo que não está a nossa altura de enfrentar, nós não podemos o  fazer. Então nós queríamos também lançar o alerta a população para estarmos atentos. Nós temos feito trabalhos ali nos bairros que estão a margem dos rios Mucufi, dos rios caculuvali e também no município da Jamba, no município Matala, no município de Caluquembe, no município de Caconda e até mesmo aqui no município de Chicomba, nós temos trabalhado fortemente com as populações no sentido de quando as chuvas se intensificam, as populações devem abandonar as suas habitações e irem em lugares mais seguros. Esta é a única maneira em como nós temos que trabalhar. No concernente ao sistema de aviso prévio, conforme eu disse, os modernos, os adequados aos padrões internacionais, ainda continuamos a aguardar aquilo que é o plano do governo para podermos então instalar, sobretudo nos rios que passam em zonas habitacionais

Fonte Rádio Huíla

 

Bruno Space Painel de Debates