Tags

, , , , , ,


 

Polaco abriu os olhos três meses depois de acidente no dia em que Cristiano marcou três à Suécia. Esta terça-feira conheceu o seu ídolo

Por Filipe Caetano

O miúdo que acordou do coma quando ouviu os golos de Ronaldo
David Pawlaczyk tem 14 anos, só fala polaco e viu pela primeira vez um jogo do Real Madrid ao vivo esta terça-feira. Foi a recompensa conseguida pelos pais para fazer esquecer os três meses em que esteve apagado do mundo, em coma, depois de ter sido atropelado quando passeava de bicicleta. Um dia em cheio: viajou pela primeira vez de avião, viu um jogo da Liga dos Campeões, conheceu o ídolo Ronaldo, ganhou autógrafo na camisola do clube e ainda recebeu um abraço do presidente Florentino Perez (se quiser conhecer este pormenor mais picante, salte até ao sexto parágrafo).

Há poucos meses David lutava pela vida depois do trágico acidente de 14 de Agosto do ano passado, em que foi atingido por um carro que seguia a alta velocidade. Os médicos detectaram várias lesões internas e o diagnóstico era muito reservado, aconselhando a família a esperar o pior. Perante um filho em coma profundo, os pais não desistiram de lutar e encontraram uma clínica privada especializada em recuperar crianças politraumatizadas e à beira da morte.

Entre os vários métodos, os especialistas aconselharam a mãe a colocar auscultadores nos ouvidos do filho para que ele ouvisse o relato do Real Madrid, uma vez que era a sua grande paixão desde os três anos. Três meses depois do início do processo o jovem acordou subitamente no momento em que os relatadores gritavam sucessivamente os golos de Ronaldo. Foi a 19 de novembro, um dia em que curiosamente Cristiano não jogava pelo Real Madrid, mas pela Seleção Nacional e marcava três à Suécia na segunda mão do play-off de apuramento para o Mundial.

Um mês depois o quarto do hospital estava cheio de pósteres do jogador e a incrível história acabaria por chegar a um dos principais jornais da Polónia, o «Fakt», que conseguiu chegar a Ronaldo e proporcionar ao miúdo um verdadeiro conto de fadas. Nesta terça-feira desenrolou-se o capítulo final de uma história incrível, com David a ter oportunidade de fazer uma visita guiada ao estádio, ver o Real Madrid-Borussia Dortmund, festejar um golo de Cristiano e conhecer o seu ídolo poucos minutos depois do final do jogo. «Quando o jornal nos contactou a dizer que a viagem estava tratada e íamos a Madrid o David começou a chorar de emoção», conta a mãe, Isabella, à reportagem do jornal.

Cristiano falou com o jovem, deu-lhe um abraço, uma camisola e um autógrafo. David só fala polaco, mas ouviu do seu ídolo os desejos de rápidas melhoras. Desde o primeiro momento em que ouviu a história Ronaldo sentiu-se sensibilizado e foi isso mesmo que transmitiu aos pais no Santiago Bernabéu, convidando-os a regressar a Madrid no jogo da meia-final, uma vez que o apuramento está praticamente garantido.


(foto Damian Burzykowski / newspix.pl)

Depois de ter estado com Ronaldo no Santiago Bernabéu, David e os pais foram até a um conhecido restaurante de Madrid e foi aí que receberam a visita do presidente do Real Madrid, que também conheceu a história do miúdo polaco e quis conhecê-lo pessoalmente para lhe dar força na recuperação. Não terá estado no local mais de vinte minutos.

Foi aí que se gerou a confusão à porta do «Méson Txistu», porque o canal de televisão «Cuatro» descobriu que no restaurante estavam para além de Jorge Mendes, o diretor de futebol do Manchester City (Txiki Beguiristain), o presidente do Mónaco (Dmitry Rybolovlev), Falcao e o multimilionário Peter Lim, entre outros, como a viúva de Bergonovo, com quem Ronaldo vai colaborar através da fundação com o nome do ex-jogador ( como explicou no Facebook). Aos quais se juntou Florentino Perez cerca da 1:30 da manhã.

A especulação nunca mais terminou, como é possível ver na reportagem do canal Cuatro, com Di Maria e Kun Aguero ao barulho:

No vídeo é possível ouvir Falcao confirmar que o presidente do Real Madrid esteve no restaurante mas «para visitar um menino», o que não interessou ao repórter. Quanto ao resto… sem comentários, porque o que interessa mesmo é a história incrível de David Pawlaczyk, devidamente documentada, com várias fotos, pela reportagem do «Fakt», por mérito do editor Michał Wodziński, na foto ao lado de Florentino e David.


(foto Damian Burzykowski / newspix.pl)

Clica aqui Últimas Notícias